Ecografia abdominal

Descrição

A ecografia abdominal superior é um exame que permite avaliar os principais órgãos do sistema digestivo (fígado, vesícula biliar e pâncreas). O baço não faz parte do sistema digestivo, mas é também avaliado neste exame. Esta ecografia permite avaliar a presença de alterações do sistema digestivo, que surgem associadas a alguns sintomas como enfartamento (patologia da vesícula biliar), dor abdominal ou dados laboratoriais (análises) que indiquem alteração da função hepática. O exame permite detetar a presença de alterações difusas do parênquima hepático, como infiltração de gordura (esteatose) ou alterações focais, como a presença de quistos ou nódulos, que podem ser tumores benignos ou malignos.

Deteta também a presença de litíase vesicular (“pedra na vesícula”) ou dilatação das vias biliares. Está também indicado para detetar aumento do tamanho do baço (esplenomegalia) ou alterações do seu parênquima.

A ecografia abdominal com doppler ou ultrassonografia com doppler abdominal permite avaliar, sobretudo, as estruturas vasculares do fígado. Esta avaliação tem interesse nos doentes com patologia hepática crónica, como a cirrose, em que há suspeita de hipertensão portal.

Para avaliar a região inferior do abdómen é necessário realizar ecografia pélvica. (veja ecografia pélvica). Colocar tecla de encaminhamento para eco pelvica

Os rins, embora situados na parte superior do abdómen, não são avaliados na ecografia abdominal, sendo necessário um pedido específico de ecografia renal para a sua avaliação. (veja ecografia renal) Colocar tecla de encaminhamento para eco renal

Preparação para o exame

É necessário cumprir um jejum de pelo menos 6 horas. Não deve comer antes do exame, mas pode beber água. Deve tomar a medicação habitual. Mas não deve beber café ou fumar antes do exame.

Pode tomar os medicamentos habituais.